Últimos posts

AMOR, AMOR, AMOR…

 

Preste atenção nesta bela fotografia acima.

Reflita:

· Quando foi tirada?

· Quem será este casal?

· Em quais circunstâncias este beijo aconteceu publicamente?

· Porque esta foto ficou tão famosa?

Nos dias atuais a palavra “amor” tem sido muito vulgarizada. Tudo é amor. Muitos chamam “sexo” de “amor’, o que não é verdade. Outras confundem “amor” com um outro sentimento bem diferente, que é a “paixão”.

Como podemos ver no capítulo 13 do livro de I Coríntios, amor é um sentimento tão profundo que numa relação de amor, o nosso próprio desejo ou interesse é colocado em segundo plano, depois dos interesses e desejos da pessoa objeto do nosso amor. Amar é doar-se de verdade.

A foto acima foi tirada no verão de 1945, por um fotógrafo muito famoso, chamado Alfred Eisentaedt, que conseguiu registrar o momento exato em que um soldado americano, voltando da II Guerra, encontra e beija a sua amada na Times Square. Esta foto foi publicada por uma das principais revistas americanas da época, a Life! Alfred recebeu muitos prêmios por esta foto e por muitas outras que ele fez durante toda a sua vida.

A foto em si é muito linda. Seu significado, emocionante! Mas, e este casal? O que será que foi da vida deles anos depois? Querem saber?

Vejam esta outra foto:

Você viu a moça da primeira foto, 60 anos depois, no mesmo lugar, segurando a própria em suas mãos.

Ela está emocionada, pois apesar de o soldado da foto já ter morrido, foi seu marido por muitos anos.

Perceba que, em homenagem ao famoso beijo deste casal de anônimos, ergueram uma estátua, a qual aparece logo atrás da senhora.

Vamos pensar mais uma vez:

· Será que tiveram filhos?

· Foram felizes?

· Se amaram de verdade?

Nossa vida é um constante aprendizado. Não importa como você esteja hoje, nem com está o seu sentimento pelo seu vizinho, colega ou cônjuge. Se há algo que nós não precisamos questionar, é com relação ao amor de Deus por cada um de nós, individualmente.

Talvez você não tenha uma história tão interessante quanto a deste casal. Talvez a sua história de vida tenha muitos capítulos desagradáveis, os quais você tenta esconder dos outras e de você mesmo. Mas tenha uma certeza: Jesus te ama!

Ele deu a sua vida por você, na cruz. Morrendo em nosso lugar, para que, por meio do seu sangue, nosso relacionamento com Deus não seja de “criatura x criador”, mas seja uma relação “pai x filho”, onde sabemos que o amor impera! Quem é pai ou mãe sabe quão forte é esta ligação e o quanto nos importa o bem-estar dos filhos que amamos. A Bíblia nos afirma que o Senhor é um pai ainda muitas vezes mais amoroso que o melhor dos pais terrenos.

Vivamos confiados neste amor.

Vivamos distribuindo este amor.

Para finalizar, vamos matar a curiosidade:

Vejam a carinha simpática do fotógrafo citado, já em seus últimos dias de vida:

Que Deus dê a todos a sua incompreensível paz e sua maravilhosa Graça, que é o que nos mantém de pé!

__________________________________

 

QUE MUNDO MARAVILHOSO…

 

“What a Wonderful World” é uma canção escrita por Bob Thiele e George David Weiss.1 Foi gravada pela primeira vez na voz deLouis Armstrong e lançada como compacto no início do outono de 1967. A intenção era que a música servisse como antídoto ao carregado clima racial e político nos Estados Unidos (foi escrita especialmente para Armstrong e o atraiu2 ), a canção detalha o deleite do cantor pelas coisas simples do dia-a-dia. A música mantém, também, um tom esperançoso e otimista em relação ao futuro, incluindo uma referência aos bebês que nascem no mundo e terão muito para ver e aprender.

Tiago Iorczeski (28 de novembro de 1985), é um cantor e compositor indie e folk brasileiro. Nascido em Brasília, mas radicado em Curitiba, Tiago saiu do país pela primeira vez com apenas 10 meses de idade, e ficou até os 5 anos morando na Inglaterra. Filho caçula de gaúchos, Tiago tem três irmãos e se encantou pela música aos oito anos de idade. Também morou na cidade de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul.

Agora ouçam a versão brasileira de What a Wonderful World. A versão de um sonhador…

 

PROCRASTINADORES, UNI-VOS… MAS SÓ AMANHÃ!

procrastinadores

Se o Diabo tivesse um livro sagrado, acredito que nele haveria um versículo que diria: “Não deixe para amanhã o que você pode fazer… depois de amanhã”. Digo isso porque o ser humano tem uma forte tendência a empurrar com a barriga decisões importantes que precisa tomar – o que, em se tratando de vida espiritual, é muito prejudicial. Por isso, devemos refletir e nos disciplinar para mudar essa estranha atração que temos pelo “deixar para depois”.

A procrastinação (o ato de adiar ações ou decisões) torna-se, assim, um mal a ser combatido. Se você percebe que, na lista da sua vida, há mais itens na coluna das “coisas a fazer” do que na de “dever cumprido” é hora de acender a luz vermelha e tomar alguma atitude para reverter essa situação.

Procrastinar significa adiar, demorar, delongar. Em outras palavras, é “empurrar com a barriga” e ir adiando aquilo que precisa ser feito. É como aquele reparo que você precisa fazer no carro, ou em casa, mas vai adiando, enrolando, e acaba por se passar muito tempo. As coisas ficam estagnadas ou regridem para uma situação pior. A palavra em si vem do latim procrastinatus: pro- (à frente) e crastinus (de amanhã).

Foi o que o autor da carta aos hebreus observou na vida de algumas pessoas: “Depois de tanto tempo, vocês já deviam ser mestres, mas ainda precisam de alguém que lhes ensine as primeiras lições dos ensinamentos de Deus. Em vez de alimento sólido, vocês ainda precisam de leite.” (Hb 5. 12 – NTLH). Essas pessoas eram procrastinadoras. Durante o tempo decorrido, [suficiente para uma grande evolução], escolheram adiar as coisas, enrolar, delongar.

É impressionante a consciência que temos daquilo que devemos fazer. Creio que quase cem por cento das pessoas sabem que devem cultivar um relacionamento com Deus, orar, ler a Bíblia, ajudar o próximo, evangelizar… crescer espiritualmente! Mais impressionante ainda é que estas mesmas pessoas vão procrastinando estas ações e acabam, com o tempo, não evoluindo nada em suas vidas.

Desculpas para adiarmos o nosso crescimento espiritual e procrastinar achamos aos montes: muitas atividades, falta de tempo, tenho coisas mais urgentes a fazer, medo, preguiça, estar em pecado, ter vergonha de Deus, falta de vontade, só quando for mais velho, amanhã eu faço, amanhã eu começo, amanhã eu acabo, não consigo, não posso agora…

Grandes questões precisam ser refletidas sobre esse assunto: até quando vamos procrastinar aquilo que Jesus mandou que fosse prioridade em nossa vida? “Portanto, ponham em primeiro lugar na sua vida o Reino de Deus e aquilo que Deus quer…” (Mt 6. 33 – NTLH). Até quando vamos valorizar mais os tesouros do mundo e desvalorizar os tesouros de Deus? Até quando vamos ser criancinhas quando já deveríamos ser mestres?

Sempre que invertemos as prioridades dadas por Deus [para o nosso bem], andando na direção oposta a vontade Dele ou procrastinando aquilo que é nossa responsabilidade fazer, acabamos por, mais cedo ou mais tarde, sofrer as consequências. Por isso: Abaixo a procrastinação! (MAS SÓ AMANHÃ…)

André Sanchez e outros.

VEJA ESTA:
http://www.buzzfeed.com/clarissapassos/frases-que-todo-procrastinador-ja-pensou#.cgYr2egNY

QUAL A VONTADE DE DEUS PARA MINHA VIDA?

Crossroad in lavender meadow and with tree alone

QUAL CAMINHO SEGUIR?

Uma coisa que me atormentava quando eu era mais jovem na fé era querer saber qual era a vontade de Deus para a minha vida. Sempre ouvi dizer que Deus tinha um plano para as nossas vidas e eu não queria sair do plano de Deus.

Sempre me sentia inseguro e amedrontado quando tinha que tomar uma decisão que significasse maiores conseqüências, como sair de um emprego, iniciar ou terminar um relacionamento amoroso ou fazer alguma aquisição. No dia-a-dia, a coisa ia bem, mas quando se tratava de um tema mais denso, eu tinha medo de errar na decisão e assim eu me paralisava, não tomando qualquer decisão ou atitude. Sim, o medo paralisa! Medo não é fruto do Espírito de Deus que mora dentro da gente, mas é algo bem humano. Como diz a Bíblia: “Lance fora todo o medo…”.

Nos dias atuais, por vezes ainda sou afligido pela dúvida em querer saber qual é a vontade de Deus para a minha vida, contudo, com o passar dos anos fui aprendendo maneiras de lidar com esta situação e não saber qual seja a vontade de Deus já não me causa medo ou angústia. Tenho conversado com muitas pessoas que se sentem inseguras com relação a saberem qual é a vontade de Deus.

Tentarei transmitir aqui um pouco da minha experiência sobre como interpretar o que é a vontade de Deus para cada um de nós. Certamente que é um tema que merece um livro inteiro, não apenas uma reflexão, contudo, vamos nos deter em pontos centrais.

A VONTADE DE DEUS É SOBERANA:
Aprendemos que na Bíblia, a vontade de Deus é soberana sobre todas as coisas, portanto, aqueles grandes planos de Deus não se frustrarão, como por exemplo: Era vontade de Deus que Jesus viesse ao mundo e ele veio. Era vontade de Deus que Jesus fosse sacrificado em seu lugar, e assim aconteceu. Era plano de Deus que o Evangelho se espalhasse por toda a terra e isto tem acontecido… No que diz respeito aos planos de Deus para o mundo, nenhum dos planos Dele serão frustrados. Portanto, os planos que Deus tem para a SUA vida, também não serão frustrados. Se Deus tem algo muito especial para fazer com você ou por meio de você, Ele o fará, apesar de você. Suas limitações, fraquezas e pecados nada significam para Deus. Ele cumprirá os propósitos Dele na sua vida.

Esta certeza nos dá tranqüilidade! Podemos, portanto, “descansar no Senhor”, ou seja, vivermos as nossas vidas sem medos ou “nóias”, mas trabalhando, estudando, se divertindo e descansando, mas descansando não em nossas pseudo-seguranças, mas na segurança de que tem alguém olhando por nós e guiando nossos passos. Sabendo que a vontade Dele é maior que a minha e que os propósitos Dele se cumprirão. Não há necessidade de viver angustiado, consultando Deus a todo o momento sobre isto ou aquilo. Basta viver. Viver em paz sabendo que em sua soberania Deus fechará as portas que não são para entrarmos e abrirá as portas que estão para nós reservadas.

A VONTADE DE DEUS JÁ FOI REVELADA:
Certa vez uma amiga cristã, muito piedosa e que vivia orando todo o tempo para saber se isto ou se aquilo era da vontade de Deus chegou a mim com uma dúvida. Tinha um homem com quem ela havia saído e por quem estava se apaixonando e ela queria saber se aquele relacionamento era da vontade de Deus, já que Lea tinha planos de casamento. Conversei mais com ela para poder entender mais detalhes e todo o contexto do relacionamento para tentar ajudá-la em sua dúvida. Não demorou cinco minutos para que eu afirmasse a ela: “Não é da vontade de Deus”. Quando ela me contou os detalhes fiquei sabendo que aquele homem com quem ela se relacionava era um homem casado. Disse a ela, “Amiga, não precisamos perguntar a Deus qual é a vontade Dele neste caso, pois já está escrita na Bíblia”. Ora, Deus não é um Deus de confusão. Cada mulher tenha seu marido e cada marido sua esposa. Pode até acontecer e sabemos que tem acontecido desde a fundação do mundo, contudo, adultério não é a vontade de Deus para ninguém. Orientei-a a somente levar o relacionamento adiante caso a outra pessoa estivesse desimpedida legalmente, ao contrário…

“É vontade de Deus que eu fale do amor de Jesus para aquela pessoa ali?”. Já te respondo: Sim! Pois já está escrito “Ide e pregai o Evangelho para toda a criatura”. Muitas orientações já estão escritas e a vontade de Deus jamais será contrária ao que já está revelado nas Escrituras. Como ensinou Jesus: “Vocês erram por não conhecerem as escrituras…”

Portanto, na dúvida, siga o óbvio. Veja o que a Bíblia diz sobre o tema e siga em frente, de acordo com o revelado nas Escrituras.

DEUS É BOM – A VONTADE DELE PARA VOCÊ TAMBÉM:
Muitas vezes temos medo de nos sujeitarmos à vontade de Deus por termos medo dela: “Será que é boa a vontade de Deus para a minha?”. Alguns não crêem num Deus de amor, mas num Deus carrasco. Muitos pregam um Deus carrasco. Ficam lendo apenas um antigo livro Hebreu, o qual chamamos de Antigo testamento, e deixam de ler um novo livro, que fala de Jesus e do Deus de amor, que nos ensina a não desejar o mal para quem te deseja o mal. Quem não gosta de cristão, vive citando o antigo Deus carrasco dos Hebreus para justificarem seu ódio contra a não democratização da bênção divina. Muitos cristãos também parecem preferir aquele, pertencente a outra religião. Contudo, o Deus que Jesus nos mostrou é outro, é um Deus bondoso e amoroso, que não quer pagar o seu mal com o mal, mas quer abençoar todos. Portanto, posso afirmar para você que a vontade de Deus para a sua via é boa, perfeita e, sobretudo, agradável!

Diz o Apóstolo São Paulo: “Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a ele.” (Romanos, 12:2).

QUAL DECISÃO TOMAR?:
Contudo, apesar de o espiritualmente até aqui exposto, há momentos em que temos que tomar decisões pragmáticas. Esta é uma questão de fé:

Se eu creio num Deus de amor;

Se eu creio que a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável;

Se eu creio que a vontade Dele é soberana e

Se eu estou certo que tenho observado os mandamentos de Jesus, ou seja, que estou dentro dos preceitos ensinados no Novo Testamento, devo, portanto, aplicar pela fé o Salmo de Davi, que diz: “Ao homem que teme ao SENHOR, Deus o instruirá no caminho que deve escolher.” (Salmo, 25:12).

Crer que o Senhor, de forma sobrenatural, estará, por meio da inspiração do Espírito Santo, nos mostrando os caminhos mais fáceis para que possamos fazer nossas próprias escolhas de forma mais sensata e, portanto, com mais chances de sucesso.

Deus não irá te matricular num curso superior. Você fará ou não isto e, assim, você terá ou não um futuro de mais sucesso profissional e financeiro. É uma escolha pessoal, entretanto, Ele permitirá você enxergar qual será a escolha mais sensata para você.

Deus instrui! Como ovelhas, somos tolos, portanto, muitas vezes Deus nos mostra o óbvio, porque não conseguimos ou não enxergamos o óbvio.

Gravidez de adolescente solteira é da vontade de Deus? Claro que não! Pois Deus sabe que este será um caminho de sofrimento. Mas, cada um/a poderá fazer suas livres escolhas e correr seus próprios riscos. Só não vale por a culpa em Deus depois (uma especialidade humana).

O pecado não faz mal a Deus, faz mal somente ao homem. Por isso que Deus “tenta” nos ensinar o caminho bom, que é a vontade Dele e que é capaz de nos dar um futuro com mais chances de felicidade. Escolhas fora da vontade de Deus, ou seja, fora do que a Bíblia instrui, é buscar sofrimento para si mesmo. O caminho que pode trazer sofrimento ao homem é o caminho que Deus apelidou de pecado.

Na dúvida, ore e siga a lógica e as escrituras e “Deus o instruirá no caminho que deve escolher”.

NÃO RECLAME DA VIDA:
Muitas pessoas vivem reclamando da vida, de Deus e de si mesmas. Queixam-se de erros passados, frutos da ignorância e de decisões fora da orientação bíblica. Pessoas que tomam decisões sem orar ou fazem coisas que estão frontalmente contra a orientação das escrituras, sofrem as naturais conseqüências das escolhas erradas e tendem a culpar os outros: Deus, os pais, o governo, o cônjuge, o namorada/o e, por fim, a si mesmos.

Como nos orienta São Paulo: “Deixe as coisas que para trás ficaram e olhe para frente, para o alvo…”. Remoer o passado não mudará o futuro, mas atitudes sérias poderão fazer isso. Não repita erros. Olhe para frente e agradeça a Deus por estar vivo e ter oportunidades novas todos os dias, pois “a misericórdia de Deus se renova sobre nós toda a manhã”. Ter um espírito queixoso o manterá focado no passado e nos erros e o impedirá de ver o futuro. Agradeça a Deus por sua vida e pela oportunidade de poder ter o livre arbítrio e poder continuar tentando acertar. Olhe pra frente! Quer saber qual é a vontade de Deus para a sua vida: “Dêem graças a Deus em todas as circunstâncias e por todas as coisas, porque esta é a vontade de Deus para vocês”.

Muito mais teremos para abordar sobre este tema, contudo, este é um pequeno resumo.

Deixo, por último, um pequeno depoimento: Sempre que estive em momentos de decisões sérias, orei piedosa e insistentemente ao Senhor, pedi que Ele fechasse as portas que não fossem da vontade Dele e que abrisse as que fossem, busquei ver qual opção estava dentro das orientações das Escrituras, analisei qual seria a decisão mais lógica e sensata e… Meti as caras dizendo: “Deus, vem comigo!”

Jamais me decepcionei com o meu Senhor, meu bom pai!

“Peçam e vocês receberão; procurem e vocês acharão; batam, e a porta será aberta para vocês.

Porque todos aqueles que pedem recebem; aqueles que procuram acham; e a porta será aberta para quem bate.

Por acaso algum de vocês, que é pai, será capaz de dar uma pedra ao seu filho, quando ele pede pão?

Ou dará uma cobra, quando ele pede um peixe?

Vocês, mesmo sendo maus, sabem dar coisas boas aos seus filhos. Quanto mais o Pai de vocês, que está no céu, dará coisas boas aos que lhe pedirem!”

Luciano Maia

ARTIGO EXTRAÍDO DO LIVRO “MEU AMIGO RICO”, DE LUCIANO MAIA. PARA SABER MAIS SOBRE O LIVRO, CLIQUE AQUI: www.meuamigorico.com.br

——————————

Uma coisa eu sei: Deus quer que vivemos em paz e não em guerras!

Veja este emocionante filme, de soldados retornando de surpresa ao lar.

O PARADOXO DOS OPRIMIDOS

_Senhora Stowe, aqui está seu chá gelado – disse o negro Tom, com voz baixa, rouca, cadenciada e olhando para o chão.

_Tom, já disse, olhe para meus olhos. E por favor chame de Harriet. Eu dispenso formalidades.

_Mas Senhora Stowe… Dona Harriet, patrão não me permite tratar os brancos assim. Ele certamente irá me castigar – respondeu o grisalho.

O bairro do Queens era arborizado, mas naquela tarde de 1851, o verão novaioquino estava especialmente quente, o que trazia desconforto para o corpo que transpirava, mas muito prazer para os olhos, que assistia crianças aos montes brincando nas ruas e charretes num frenético vai-e-vem.

Harriet era do estado vizinho – Connecticut – e injuriava-se com a forma com que os negros eram tratados em Nova Iorque. Religiosa que era, ela entedia que Deus criara os seres humanos para serem igualmente livres e não compreendia como uma sociedade dita religiosa ignorava uma literatura tão rica e difundida, a Bíblia, que militava em favor das minorias oprimidas e lutava contra preconceitos.

_Tom, a Bíblia nos ensina que devemos lutar em favor das minorias oprimidas. É uma orientação explícita em vários versos do livro de Deuteronômio, por exemplo. Veja apenas esta parte: “Maldito seja aquele que não respeitar os direitos dos estrangeiros, dos órfãos e das viúvas!’ E o povo responderá: ‘Amém!’ ” (27:19). Um olhar de igualdade de direitos e de justiça permeia toda esta literatura, Tom. Veja que até no Novo Testamento, temos uma carta de Tiago, onde ele é muito firme ao dizer que:  “Para Deus, a religião pura e verdadeira é esta: ajudar os órfãos e as viúvas nas suas aflições” (1:27). Ouça mais esta, Tom:  “Donos de escravos, tratem os seus escravos também com respeito e parem de ameaçá-los com castigos. Lembrem que vocês e os seus escravos pertencem ao mesmo Senhor, que está no céu, o qual trata a todos igualmente” (Efésios 6:9).

_Mas Dona Harriet, porque as pessoas não passam a praticar a religião deste livro preto? Parece muito boa!

_Tom, nossa sociedade é a sociedade do livro preto, mas não pratica tudo o que ele ensina! O livro preto ensina não apenas a tratar as pessoas com igualdade de direitos, mas, sobretudo a cuidar das pessoas menos favorecidas da sociedade, as minorias. Mas o ser humano pensa mais em sí mesmo. Como o governo é formado por seres humanos… As leis acabam por não olhar para as minorias. Se nossa sociedade praticasse o que o livro preto diz, Tom, o amor imperaria e as relações seriam menos injustas. E digo mais: os ricos pensam apenas em ficarem mais ricos…

_Mas isto jamais mudará, dona Harriet.

_Não diga isto, Tom, tenha esperança! Temos que mudar o ser humano por dentro. Mudar seus valores. Eu sonho com o dia em que o presidente deste país será um negro…

_Hahahaha! Que é isto dona Harriet?

_Sim, Tom… Eu sonho que o ideal de justiça social atingirá muitos pobres do nosso país, e que as minorias – sejam por cor ou gênero – alcançarão muito além que direitos iguais, mas mesmo eu, que sou mulher, sonho em ser uma escritora! Uma grande escritora! Aliás, sonho com o dia que mulheres também serão presidentes de países.

Os risos de ambos ecoaram no casarão vitoriano…

-Tom, por favor, me traga papel e tinteiro. Iniciarei meu livro agora mesmo… Você será meu personagem principal. Vamos mudar os rumos da história, Tom!

Luciano Maia

German Chancellor Angela Merkel speaks with U.S. President Barack Obama outside the Elmau castle in Kruen near Garmisch-Partenkirchen, Germany, June 8, 2015. Leaders of the Group of Seven (G7) industrial nations vowed at a summit in the Bavarian Alps on Sunday to keep sanctions against Russia in place until President Vladimir Putin and Moscow-backed separatists fully implement the terms of a peace deal for Ukraine.           REUTERS/Michael Kappeler/Pool   TPX IMAGES OF THE DAY ORG XMIT: mkx049
 Chanceler alemã Angela Merkel conversa com o Presidente Barack Obama nos jardins do castelo Elmau, na Bavária, esta semana. Um mulher e um negro, líderes das mais ricas e avançadas sociedades do planeta, tratam do futuro climático do mundo, dos rumos da humanidade e em como manter o status quo de seus países.

 

Nota do autor:

Harriet Stowe publicou o romance abolicionista “A Cabana do Pai Tomás” (Uncle Tom´s Cabin) em 1851, vendeu mais de 2 milhões de cópias, ficou milionária e muito influente. Num encontro com Abraham Lincoln ele afirmou que seu livro causou a Guerra Civil americana, que culminou com a abolição da escravatura em 1863.

 

PERDAS E DANOS

JulietteBinoche

 

Todos desejamos. Desejamos coisas boas. Desejamos saúde. Desejamos bens materiais (para nosso conforto físico ou emocional), uma vida tranquila, bênçãos, um casamento que seja alegre e satisfatório. Um futuro de paz!

Faz parte da natureza humana querer o bem e buscá-lo para si e para os seus. Os mais altruístas o buscam para todos.

 

Deus se alegra em nos conceder o bem que desejamos! De fato, Ele nos concede o bem nesta terra.

 

Mas se desejamos é porque não temos, posto que o que temos não é mais desejado, mas realizado. Todo desejo é filho da falta.

 

Nunca deixamos de desejar, o que significa que sempre estamos sentindo falta. Aos que tudo tem, têm ainda este sentimento, sentem falta de algo que não sabem o que é, assim, vivem uma angústia existencial, pois desejam o indefinível – sentimento miserável.

 

Desejar é bom. Alcançar a realização do sonho ou objeto do desejo é ótimo. Como é gostoso segurar nos braços ou na alma o fruto do desejo, já realizado. A primeira experiência humana é o peito materno. A falta de alimento gera fome, o peito sacia. Não é difícil aprender a receber. Desde cedo recebemos e a infância é recheada de desejos realizados: alimento, colo, sono… Ao mais afortunados adicionemos: brinquedos, passeios, festinhas…

 

Entretanto, apesar de estarmos prontos para recebermos realizações de sonhos, desejos e necessidades, nem sempre estamos prontos para perdê-los. Sim dito foi que Deus nos concede o bem nesta terra, mas aqui, tudo é passageiro.

 

A perda não está em nossa programação genética. Nem sempre aprendemos a perder, contudo, a perda é parte tão integral da vida quanto o ganho.

Ganhamos o Éden mas o perdemos depois.

Todos perderemos durante a nossa vida:

  • Amigos passarão.
  • Pessoas voarão.
  • Nossos pais deixarão esta vida – provavelmente antes de nós.
  • Demissões acontecerão.
  • Confianças serão traídas.
  • Amores serão enterrados.
  • Saúde não é perpétua.
  • A beleza física, para desespero de alguns, será irremediavelmente perdida, murchará como a erva do campo, como já alertava Salomão: “Enganosa é a beleza e vã a formosura”.

 

Já que todos desejamos, um desejo há o qual nunca se realizará, o de nunca perder.

Todos passaremos por processos de perda e isto não é fácil. Deve ser aprendido. Estamos prontos para ganhar um filho, mas nem sempre para perder os pais. Prontos para sermos promovidos, mas nem sempre para sermos demitidos.

 

Jesus nos dá algumas dicas para que as perdas que escreverão nossa história sejam menos dolorosas, mas a que agora destaco é o fato de Ele plantar na alma humana a “esperança do porvir”, definida na fé da vida após a morte: Não somos deste mundo, mas apenas estamos neste mundo.

Quando entramos no raciocínio de Cristo, não nos apegamos demasiadamente a esta vida, já que ela é passageira, portanto, esta vida É POR DEFINIÇÃO UMA PERDA ANUNCIADA. Mas a outra vida é uma vida sem perdas, apenas de ganhos, posto que É UMA VIDA ETERNA.

Daí Jesus insistir: “Não ajuntem tesouros na terra, [onde há perdas] onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; Mas ajuntem tesouros no céu, [onde não há perdas] onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.”

Mas por quê? Jesus sabiamente nos dá uma informação valiosa sobre a alma humana:

“Porque onde estiver o seu tesouro, aí estará também o seu coração.”

 

Se o seu tesouro for a sua beleza física, o seu envelhecimento não será um prazer, mas uma grande dor.

 

Se o seu tesouro for a sua posição social, posto que o mundo não pára de dar voltas e o poder mudar de mãos, as próximas rotações te farão enjoar e vomitar.

 

Se o seu tesouro “eram” suas belas ações na bolsa de valores, seu sono já está comprometido, pois onde estava o seu tesouro ali também estava o seu coração.

 

Se colocamos nosso coração num tesouro que está no céu, as perdas desta vida tornam-se mais simples e menos dolorosas.

 

De fato não estamos vendo este tesouro do céu, aceitamos este mistério pela fé apenas. Veja como isto é lindo: a angústia da perda sendo curada pelo simples ato de mudar o foco.

 

Jesus nos ajuda a mudar o nosso foco do mundo temporal-material para o mundo eterno-espiritual e assim vivermos menos angustiados ante as muitas perdas que nos alcançarão neste mundo de ganhos e de perdas, de “perdas e danos”.

Esta vida é boa, mas não é o fim em si mesma, portanto, vamos torcendo para que a gente consiga ir mudando nosso foco para cantarmos juntos assim: “Lá esta o meu tesouro…”

 

_________________________

 

Hora da arte! Uêba!

 

Oren Lavie é um jovem muito talentoso. Este israelense é músico, diretor de cinema, além de “otras cositas más”. Este filme, todo rodado em stop-motion (técnica que eu adoro), foi escrito e dirigido por ele para ser o clipe da linda música Her Morning Elegance, também composta por ele. O vídeo converteu-se em hit na internet, sendo o segundo viral mais enviado como anexo em todo o mundo nos últimos trinta dias, com quase DOZE MILHÕES de exibições… Uau!
Mandei pra minha amiga “goiani(vien)ense” e virou a trilha sonora dela em fevereiro.

 

A letra é linda e fala lindamente de uma moça que, como alguns de nós, luta por sua vida e para vivê-la de maneira poética. Vimos acima que para viver uma vida de pura poesia, um segredo é ajuntarmos tesouros na outra!
Página 1 de 9012345...102030...Última »