DOCE ILUSÃO…

Por Tiago Esmeraldo

Parece que depois que reconheci Jesus como o melhor caminho a seguir, veio uma certeza cheia de dúvidas que nunca mais iria errar na minha vida e, se errasse, seria bem pouco. Isso foi uma das maiores ilusões que tive nesses pouco menos 18 anos de “convertido”. No início desta caminhada, cada vez que eu tentava não pecar, parecia que o erro era pior do que o anterior.

Algumas vezes, após retiros espirituais, pensava:  “Agora vai dar tudo certo, nunca mais vou fazer isso ou aquilo”.  Considerando em minha doce ilusão que só tinha aqu30-felizele problema, mas esquecendo dos vários outros que estavam aqui e que ainda iriam ajudar a aflorar mais os que já existia.

Dia após dia, mês após mês e ano após ano, cada vez parecendo que eu estava errando mais. As dúvidas ficavam mais evidentes:  “Será que mudei mesmo de caminho ou tudo isso é uma grande ilusão? ”  Em minhas meditações e orações comecei a questionar essas coisas.

Para piorar, algumas vezes nessa caminhada, encontrei pessoas que pareciam acertar mais do que errar. Alguns com menos tempo de caminhada com Cristo e outros de longas datas. Nesse ponto, já pensava que, de fato, tinha algo errado comigo. Eu era mais confrontado pelo pensamento de que não deveria falar das coisas de Deus, porque minha vida estava bagunçada, cheia de erros e precisava consertar essas coisas para, só depois, abrir minha boca.

Então, certo dia em uma meditação, as dúvidas começaram a vir de forma diferente: _ “Será que estou começando a enxergar quem de fato eu sou? Quanto de erro e pecado há em mim que não consigo enxergar? Quantos desejos e vontades que estão de baixo dessa pele que não vejo, por que estou ocupado com outros pecados? Será que não é o fato de estar errando mais, porém de estar vendo o quanto errado eu sou? ”

Então, a cada dúvida vinha uma certeza:  “Ainda preciso de Deus. ”  Não sei como. Só sei que Ele pode consertar essas coisas.

Cheguei a uma outra questão: _ “Será que a única coisa que vou enxergar de certo nesse caminho é Jesus e quanto mais andar nele vou enxergar meus erros? ”

Comecei a entender que é cheio de erros e pecados que Ele tem interesse por mim.

Mesmo com tanta coisa para consertar, Ele pode agir através de mim porque é Ele, não sou eu.

Mesmo com minhas dúvidas, Ele vai confiar certeza naquilo que sou.

Mesmo sendo eu um vazo de barro, pode existir ouro depurado dentro de mim.

Aí veio a última questão desse pensamento: _ “Quem é esse Jesus que pensei que conhecia, mas vejo que não sei nada dele ainda?”

Por mais louco que pareça, por mais relativo que seja, penso que Ele usa mais os nossos erros do que os acertos para nos aproximar Dele e otimizar o melhor Dele em nós. Mas, esta última análise ainda está em pauta… Por isso não posso fazer qualquer afirmação.

 

*Tiago Esmeraldo é missionário da JOCUM em Brasília, profissional de audiovisual, diretor de cinema e feliz.

Share

2 comentários em “DOCE ILUSÃO…

  1. Gostei,vdd eu acho q os nossos defeitos nos aproximam de Deus..entendemos q só através dele nos tornamos pessoas melhores…E na realidade é tudo sobre Ele,não é nada sobre nois,grande abraço para ti.

  2. Esse Lenine (Tiago) é fera! Sou fã da identidade missional dele e da moçada que com ele caminha.
    Quanto ao texto, saber que estamos errando é expressão de consciência! Quanto mais finamente sintonizados a Deus, mais compreendemos a frágil e falível estrutura humana. Qual é a saída? Estamos aqui para caminhar rumo ao nosso referencial, que é Cristo!
    Paz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website