EU TAMBÉM APRENDI.

Lembro-me no início de minha vida como discípulo de Jesus de Nazaré, eu devia ter uns dois anos de cristão praticante e uns 21 anos de idade, quando bati com o veículo da empresa e fui duramente confrontado pelos meus sócios quando disseram: “Este é o seu Deus? Se Deus estivesse realmente contigo você não teria destruído o carro da firma. Este papo de crente não faz sentido”.
Fiquei muito confuso na época, não tinha resposta para dar, nem a eles e nem a mim mesmo. Mas algo me dizia que Deus não tinha errado. “Um dia entenderei isto”, pensava. Hoje, alguns anos de problemas, oração e leitura do Evangelho depois, eu consigo entender mais algumas coisas, mas sei que muito ainda tenho que aprender.
Aprendi algumas coisas:
Aprendi que Jó somente se deu mal na vida porque ele era um homem bom e fiel ao Senhor, o seu Deus. Ele foi alvo de uma discussão entre Deus e um dos seus servos, o diabo. Para provar que estava certo em sua opinião, Deus permitiu que o diabo aprontasse “o diabo” na vida de Jó, que permaneceu fiel, mesmo sem nunca ter entendido nada do que acontecera.
Aprendi também que Lázaro somente sofreu tanto com sua enfermidade, a ponto de morrer doente, porque ele era amigão de Jesus. Paradoxal novamente. Jesus, quando foi chamado pelos familiares por causa da grave enfermidade do amigo Lázaro, demorou-se propositalmente para aguardar o óbito. Só depois ele partiu para o vilarejo de Betânia, para ver duas irmãs chorosas pela perda do irmão, arrimo de família, que já era um cadáver sepultado. Aprendi que Jesus não queria a cura de Lázaro, queria algo muito maior, algo inusitado, inesperado, não-planejado, imprevisível, impossível, queria o impensável. Aprendi que Jesus não queria atender às orações das pessoas, pedindo cura, mas queria que vissem que ele, Jesus, não era apenas mais um andarilho curandeiro, mas que em suas mãos repousavam o poder que nenhum outro “iluminado” tinha: o de extrapolar os limites da vida e da morte. A morte, pânico para os reis, imperadores e famosos em geral, está submissa às ordens de Jesus.
Aprendi que pessoas que estão próximas de Deus têm problemas, como todas as outras, com a diferença que os problemas não estão fora do controle de Deus, mas Deus os vê e os permite visando um bem maior. No caso de Jó e Lázaro, o ganho foi a ampliação da fé deles e a oportunidade de saberem que Deus não é um conceito, mas um fato.
Aprendi que os problemas nos aproximam de Deus.
Aprendi também que na dor nosso coração amolece.
Aprendi que após os problemas passamos a ser mais compreensivos com a dor alheia.
Aprendi que ninguém sai de uma experiência dolorosa da mesma forma.
Aprendi que é verdade o adágio popular: “Crescer dói.”
Aprendi que os problemas da minha vida não estão fora do controle de Deus, mas que alguns deles foram até permitidos ou planejados por Deus, para o meu doloroso, mas necessário, crescimento como pessoa. Por isso, posso minimizar minhas angústias, medos e ansiedades, pois aprendi que não estou sozinho enfrentando a vida, estou sim, sendo treinado, pelo coach dos coachs, que não quer o meu mal, mas me ver maduro, forte e preparado. Uma pessoa melhor.
Aprendi que, assim como a cura não fazia parte dos planos de Deus para a vida de Lázaro, algumas vezes também não somos ouvidos em nossas orações, posto que Deus tem algo surpreendentemente melhor lá na frente. Algo que não podemos suspeitar. Algo impensável. Bom demais para ser verdade.
Aprenda isto.

————————————-

Este vídeo abaixo é legal e muito difundido na internet. Mas é um texto apócrifo, como tantos que são atribuídos a Veríssimo, Drummond, Quintana, e sei lá. Talvez os autores sejam tímidos, ou quem sabe usando esses nomes famosos o texto ganha status e anda mais rápido. Portanto, o texto abaixo, apesar de útil, inspirador e lindo, não pertence a William Shakespeare. (Se alguém tiver informações complementares, me informe.)

VÍDEO SENDO BAIXADO – MAS JÁ PODE SER ASSISTIDO CLICANDO NESTE LINK ABAIXO:

 

19 comentários em “EU TAMBÉM APRENDI.

  1. Lição aprendida racionalmente, ainda.

    Fico imaginando que Deus olha pra gente e diz: conto contigo! E aí aquele clichê dos crentes em dizer “superei essa para a glória de Deus…” é a pura verdade
    Fomos feitos para a glória de Deus, certo? Então, bem lógico que, nós que cremos nesse Deus, sejamos usados para o propósito pelo qual fomos feitos.
    Nos tornamos melhores porque, nas lutas, temos a oportunidade de vermos Deus bem de pertinho…

    É assim que penso.

    beijim

  2. amigo pastor

    Sempre procurei entender as bençãos por trás de supostas omissões divinas, mas nem sempre consegui. Como quando a regente do coral no qual eu participava morreu dois dias antes do natal, na porta da igreja em que frequentávamos (ela se dirigia ao ensaio da linda cantata que acabou não sendo executada) Ela tinha 16 anos, sabia música como ninguém e sua mãe, decepcionada com Deus, abandonou a igreja e se afundou na depressão. Nunca, em minha limitada visão espiritual entendi o benefício dessa "provação" para qualquer ser humano na face da Terra..
    Entendo que nossa capacidade intelectual, nossas conquistas são consectários lógicos do Deus que é amor e que nos quer bem, mas para que tanto sofrimento? Qual a lição nas mortes de tantas crianças que não tem o que comer? Seria uma punição para sua inocência?.
    Existem momentos em minha vidaque vislumbro algumas narrativas bíblicas como absurdos improváveis de terem ocorrido, a malícia toma conta de minha "inocência de criança" , minha lógica me atira em um abismo espiritual de onde fico tentando sair, às vezes demora muito para me erguer. Eu simplesmente não consigo ver o amor de Deus em guerras, escravidão, sacrifícios, punições de morte e destruição de cidades inteiras…sei lá!
    É muito mais fácil acreditar no que queremos, se materializando como milagres anunciados e vendidos na televisão pelos"pastores eletrônicos" com argumentação infalível de que Deus se move pela nossa vontade, proporcionalmente à nossa santidade e disposição para ofertar alguma coisa e aí vejo como é difícil entender Deus .
    É muito difícil pastor, estar no seu lugar nos dias de hoje, deixar de pregar aquilo que agrada, mas agradeço a Deus pela sua forma de anunciar o evangelho, sempre acessível, sei que sua luta é desigual, mas oro para que outros tenham acesso a tudo que tenho aprendido com o senhor.
    Um abraço do Alves.

    Estou de férias e estarei no Rio de Janeiro a partir de 11/07.

  3. Texto e vídeo excelentes. Obrigada por compartilhá-los. Os comentários também são bem relevantes. Muitos não entendem os propósitos de Deus, e de certo não entenderão todos, mas Ele tudo sabe. Ainda bem!

  4. Querido Lu,

    que mensagem maravilhosa!
    Me tocou profundamente…

    Cristina Harumi Matsunaga

  5. Muito Jóia seu texto Luciano, gostei bastante e me identifiquei também. E ai, quando estão planejando voltar a Floripa para passear de novo? Abraços amigo, ai vão meus contatos ok?

    Fabiano Antunes

  6. Que texto lindo!
    Enquanto venho seguindo com o Senhor, aprendi que: aconteça o que acontecer, Ele é o Senhor. Está em sua conta, seu cronograma. Quando entendi isso, ah, quanta diferença! Seguir o Caminho se tornou não solitário e leve.
    E perceber o tamanho da força que se adquire ao vencer cada peleja, é assutador! Assustador por enxergar a intensa força que dEle nos vem para cada luta. Ou até para cada momento de espera.
    Como diz C.S. Lewis: “O homem se aproxima mais de Deus quando, num certo sentido, ele se assemelha menos a Deus. Pois que diferença pode ser maior do que aquela que existe entre plenitude e necessidade, soberania e humildade, justiça e penitência, poder ilimitado e pedido de ajuda?”.

    Abraço, Pastor!

  7. Temos que aprender a confiar em Deus. Dá graças por tudo, seja nos momentos felizes ou nos momentos difíceis.

  8. Texto maravilhoso. Sabe quando vc recebe algo que realmente esta precisando? Foi exatamente isto que aconteceu comigo.
    Perdi minha mãe no dia 13/03/12 e estou muito triste com o ocorrido. Este texto ajudou a amenizar a dor q estou sentindo. Fico me questionando, pq minha mãe serviu a Deus durante toda a sua vida e um problema cardiaco a tirou de mim tão cedo? Orem por mim e por minha familia pq creio que Deus tem nos consolado dia após dia. Obrigada por tudo.

  9. Este foi um dos textos mais lúcidos e agradáveis que li ultimamente, um verdadeiro bálsamo no meio de tanto lixo teológico que permeia a internet.

    Concordo no meu íntimo com ele, embora não possa deixar de perguntar: porque somente o sofrimento tem esse efeito pedagógico? Não haveria um outro caminho possível para Deus nos fazer crescer? É sobre essas questões que somos desafiados diariamente em nossa pregação.

    Parabéns pelo texto e pelo trabalho.

    Afranio

  10. Meu querido Luciano, aprendi também tudo isso, graças a Deus…
    Saudades… te amo … abreijos…
    Railda

  11. É realmente o texto muito bonito para que acredita em mitos, agora falemos a realidade, me pergunto como ficou a situação pscologica de jó ao perder seu 10 filhos? sei que vão dizer mas ele teve outros, e dai? os outro que vieram eram para substituir os que ele ja tinha? ou para tapar o buraco que ficou com a morte dos antecessores? digam-me qual mae e pai que amam seus filhos os esquecem depois que ele morrem e nascem outros? tem como tirar essa dor da perda?

    Quanto a lazaro que era amigo to tal jesus sofria com a lepra em seu corpo e mesmo sendo amigo pessoa de jesus o mesmo nao o curou, esperou que ele morrese e apos 4 dia foi lá para se vangloriar co a supasta resureição, como quem diz olhem todos eu não o quis curar mas para aparecer nos noticiarios vou resucita-lo, belo preoposito não acham?

    Agora vamos falar dos propositos de deus, ele não enviou a si mesmo para morrer em sacrificio a si mesmo para remir o seu povo da morte. E qual foi o plano maravilhoso no qual deus se reune com lucifer para que sejam dizimados milhares de seu suposto povo num holocauto por um de seus seguidores. Qual é o proposito em deixar mais de 7 milhões de vidas se perderem? mas deus não é oniciente onipotente e onipresente, onde ele estava que não findou tal massacre? acho que ele e lucifer estavam no camarote dando gargaladas a cada judeu morto, não so judeus mas de todo que foram mortos noa campos de concentração, mas tambem acho que ele não podia fazer nada pois era seu proposito.

    Me digam que é o proposito de deus quendo permite que seus representantes estuprem crianças que tiram a inocencia, que permite que elas sofram “Onde esta vindi a mim as crianças poie elas são o reino dos ceus”, o que dizer para uma criança que sofreu tal abuso? já sei isso faz parte de um plano de deus para sua vida. você foi escolhido por deus para sofrer esse trauma para o resto de sua vida mas o seu agressor estará impune em baixo das asas do anjo que lhe enviei.

    E posso te falar com experiencia propria Luciano que não da para confia o sequer acetitar num deus que não serve para nada, por que quando se tem a inocencia perdida acaba-se tudo os sonhos e as vontades, mas alguns consegem superara a dor não o trauma que so aconteceu por que o sarciedote e ungido do senhor e pode impor o sofrimento aos filhos de suas ovelhas, não sei se você tem filhos ou pretende ter, caso pretenda vai um conselho mantenha-o fora do alcaçe de pastores e padres, pois se algo acontecer você levará anos para saber ou talvez nunca saberá.

    Mas nao serei ironico, mas é surpriendente os planos do senhor quando um onibus lotado de fieis indo para um lugar de adoração a ele, bate e morrem todos, ou morrem uma parte e outros ficam alejados, é isso tambem esta no plano de deus que escreveu e nao deu oportunidade dele escolherem se queriam morrer ou ficar alejado.

    Vou te confessar algo luciano, estamos na terra niguem sabe o por que mas sajamos mais humanos amemos nosso proximo não para ter um galardão sei lá onde, mas aqui para que possamos ter qualidade de vida de humanos, não ficar esperando que um ser imaginário da idade média venha fazer nossas vidas melhorarem, sabe por que? ele não o fará, leiam bem as escrituras o suposto jesus disse ” Eu não vim trazer a paz e sim a espada para que a lei se cumpra” sabe que lei é essa?

    Agora para finalizar o deus bondoso, misericordioso e benevolente não existe e se existe não se importa nada com sua suposta criação, um belo exeplo de pai amoroso não acha?

    abraços, continue acreditando, eu ja passei dessa fase meus amigos imaginarios deixaram de exixtir eu tinha 9 anos, não vai ser agora com 40 que vou tentar resgatar tais fantasias.

    • Olá Paulo,

      Obrigado pelo seu interesse em nosso site, comentando um dos artigos.
      Obrigado também por compartilhar com os leitores a sua visão sobre o tema.

      No seu comentário você coloca uma série de indagações sobre o caráter de um suposto deus, bem como faz perguntas sobre o propósito deste deus na morte dos filhos de Jó e no proposital óbito de Lázaro.

      Contudo, mais adiante você conclui tudo tratar-se de mitos e reforça sua crença na não existência de um deus.

      Paulo, terei as suas perguntas como sendo apenas perguntas retóricas, pois, como deus não existe, suas perguntas e questionamentos deixam de fazer qualquer sentido. Não faz sentido eu responder sobre algo que não existe para você.

      Forte abraço e desejo paz para seu coração.

      • Sabias palavras pastor! mas sabe por que eu disse que deus não existe para mim? É por que eu acreditava cegamente que ele tomava conta de nós como um pai zeloso, como me foi apresentado na igreja, só que quando eu sofri uma sequencia de abusos sexuais implorei a deus para que não deixasse que tal fato acontecesse, sabe qual foi a resposta que eu tive? Nenhuma! E o triste disso tudo é que eu acreditava muito.

        Quando eu acordei do coma que fique por pouco mais de um mes por conta do ocorrido, minha avó foi me ver no hospital, e eu fiz uma pergunta a ela, ” Onde deus estava que não me ajudou”? Ela com lagrimas nos olhos me disse que ele sabia o que fazia ou permitia, minha avó morreu acreditando, mas enquanto esteve viva nunca quis contar a minha mae o que tinha acontecido comigo.

        Mas desse fato ocorrido permitido por deus, por um proposito eu não carreguei odio para com as pessoas.

        O fato que me deixou muito triste é que eu era apenas uma criança e quem praticou tais atos eram adulto tementes a deus.

        Ai te faço umas perguntas pastor.

        Eu devo acreditar em deus?

        deus tem um proposito na minha vida e permitiu que eu passase por isso para ser uma pessoa melhor?

        Os problema pscológicos que tal ato provocou em mim é ra plano de deus?

        Eu fui brutalmente violentado para satisfazer a vontade de deus?

        Ou no livro da minha vida ele ja havia me condenado a passar por isso?

        Na boa pastor gostaria de obter tais respostas mas nenhum pastor, padre ou quequer religioso conseguiu me da-las.

        abraços .

  12. Há pastor eu esqueci de mencionar das pessoas que praticaram a agressão contra mim 5 delas hoje são pastores e pregam a tal palavra!!!

    mas acredito que elas ja tenham sido perdoadas por deus!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website