EXPECTATIVAS

Não… Não existe mágica!
Não, não existe algo sensacional para acontecer.
Não, não pense que a Copa no Brasil será algo extraordinário e nem que o próximo show da sua banda preferida fará milagres na sua existência…

Tenho visto muitas pessoas da minha faixa etária insatisfeitas. Insatisfeitas com a vida e com o rumo das coisas. Muitas destas pessoas são discípulos e discípulas de Jesus. Pessoas sinceras. Que buscam viver uma vida em harmonia com o vizinho, consigo e com Deus. Porém, pessoas insatisfeitas. Muito insatisfeitas.

Como nos ensinou Carlos Drummond de Andrade:
“Nossa dor não advêm das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.”

O casamento não foi tão bom assim… E agora, o que devo fazer? Em qual farmácia compro “sexo em cápsulas”, “abraços em gotas” ou “paixão tópica”?
A vida profissional não é maravilhosa… E agora? Onde encontrar o “elixir do trabalho sensacional” ou o “perfume da carreira estonteante”?
Meu corpo? Bem, ele está perdendo a guerra contra o tempo e a gravidade. Qual cirurgião está vendendo “pele pêssego de 16 anos”, “seios arrebatadores de 20 anos” ou “barriga extrema anti-gestação”?

As coisas não foram exatamente como eu queria, mas para a maioria das pessoas e na maioria do tempo eu finjo que elas foram muito melhores do que realmente são. Minto para a vida com um sorriso amarelado pelo tempo e pela corrosiva dúvida… E se? E se?

Buscamos mais, queremos, mais, desejamos mais. O carro que nos fez suspirar ano passado não é mais lavado com frequência. Da viagem internacional tão programada e aguardada, que estourou meu cartão de crédito e meu bom relacionamento com o gerente, restaram fotos desbotadas e a dúvida se realmente existiu: “Será que existiu mesmo? Porque hoje não sou mais feliz que antes da viagem?!”.

As coisas não nos preenchem completamente.
Nada nos preenche completamente.
Na busca da felicidade, compramos efemeridades.
Não vamos nos enganar. Nada realmente nos completa integralmente. Somos cronicamente incompletos, posto os nossos sonhos jamais se esgotarem. Vencida uma etapa, já sonhamos com a segunda e nos mantemos incompletos novamente. Num ciclo crônico de buscas.

Salomão fala muito sobre a existência humana e diz que por mais que ele tenha dado prazer à sua alma, ainda viu-se incompleto. Possuiu todas as mulheres que um homem pode desejar. Teve mais bens que todos seus antepassados. Comandou tudo e todos. Teve regalias, muitas. Mas ele concluiu que tudo isto de nada adiantava, pois no fim todos morreremos. Salomão foi de uma simplicidade cruel, dizendo que nós não somos diferentes dos animais, pois apenas vivemos e morremos na ilusão e depois de um tempo, ninguém mais se lembrará de quem nós somos ou fizemos. (Leia este discurso do Rei Salomão no capitulo 3 do livro de Eclesiastes)

A tristeza reside nas expectativas exageradas.
A frustração é filha da expectativa gorda.
A angústia canta louvores à expectativa hipertrofiada.

O que nós esperamos da vida? Expectativas realistas é a melhor fórmula para uma vida emocional saudável. A maioria das coisas que nos entristece ou atormenta são reflexos de algumas escolhas nossas. Escolhemos errado? Lembrem-se, todos tem as mesmas chances de 50% de acerto ou erro. Aliás, quem disse que você errou? Qualquer que fosse a sua escolha, ela traria alegrias e dissabores. Expectativas demais!

Muitas vezes vivemos na expectativa que algo extraordinário irá mudar o rumo das nossas vidas. Não, nada de extraordinário acontecerá porque o principal dos milagres já aconteceu: A sua vida!

Nenhum acontecimento sensacional irá mudar o seu humor ou o seu temperamento. Você sempre será você mesmo. Aprenda a viver com você.

Sim, claro que devemos nos permitir alguns prazeres vez ou outra. Nada melhor que uma auto premiação. É como um “meus parabéns” após um trabalho bem-feito. A única coisa que pode mudar você ou o seu humor é você mesmo, ninguém mais. Uma decisão de curtir o que tem. Rir das decisões que tomou e decidir ser feliz “durante os poucos dias que Deus te dará debaixo do sol”. Não gaste seus dias com emburros, resmungos e cara feia, mas alegrando quem está ao seu lado, aguentando suas ocasionais carrancas. Seja um sol esquentando os corações que cruzam seu caminho. Seja o beijo doce que causa apneia. Seja a palavra sensata. Seja o seu próprio evento que muda a sua história.

Uma forma de viver bem é ajustar as expectativas. Posso sonhar longe, mas não devo crer que chegarei literalmente a Marte. Posso até desejar muito, mas sabendo que não terei tudo. Mediocridade? Não, não se trata de viver uma vida medíocre, mas viver intensamente todas as coisas que possui. Se você tem apenas um pôr-do-sol, curta-o intensamente, pois muitos não podem vê-lo. Se não está dando pra visitar aquele restaurante da moda, baixe a receita pela internet e curta os aromas dos temperos invadindo a sua cozinha, a alegria do barulho do alho estalando na frigideira e as cores sensacionais dos ingredientes… Crie o clima e curta o prazer para você e para quem come com você. Convide alguém para comer com você!

Sim, sonhe! Mas não de forma tão irresponsável que sua vida transforme-se num pesadelo.
Sonhe. Sonhe mesmo! Mas sabendo que a Deus pertence o “realizar”.
Crie uma vida nova a cada manhã. Mas crie expectativas reais.

Nenhum trabalho é excelente demais – todos trarão dias de angústia.
Nenhum cônjuge é sensacional demais – todos eles fedem quando não tomam banho.
Nenhuma casa é linda demais – mais vale calor humano que natureza morta.

Alegria é viável. Salomão diz que o vinho alegra o coração do homem. Salomão teve um discurso por vezes mal-humorado com relação à existência, mas ele foi muito objetivo e direto dizendo que “não há nada melhor para o homem debaixo do sol do que comer, beber e viver a vida regaladamente” (Eclesiastes 3:13), porque “tudo o que o homem construir com muito suor, não ficará para ele, mas para quem ele sequer sabe como administrará tudo o que fez” e que no fim das contas “a suma é, teme a Deus e guarda seus mandamentos, pois este é o dever de todo homem”( Eclesiastes 12:13).

———————————-

Matt ficou mundialmente conhecido com a sua dancinha esquisita! Celebridade imprevisível!
Pergunta: Ao viajar o mundo todo Matt buscava felicidade ou fugia da tristeza? O quão mais feliz ele é hoje, que sua cara povoa a internet? Matt foi Matt. Permitiu-se uma escolha imprevisível e deixou um legado cômico, original,mas sobretudo: IMPREVISÍVEL!

10 comentários em “EXPECTATIVAS

  1. Eita, discordei:

    É pra sonhar menos pra sofrer menos?

    A expectativa é filha do sonho.

    Acho impossível sonhar realisticamente, é uma contradição.

    Penso na pessoas que dizem: “não sou pessimista, sou realista!!!!!” Poderiam ser mais felizes se desse asas a imaginação. Sonhar realisticamente é muito chato.

    Eu sonho com força, adoro sonhar, sou uma sonhadora. Me faz sofrer? Sim, às vezes, por um segundo, até fico com raiva de mim por causa do tombo, mas não quero deixar de sentir o prazer de viajar para um lugar que não tem tempo, espaço, preconceito… Ao fim (da vida), tudo terá sido um sonho mesmo… Aliás, em outra dimensão a gente vai lembrar do que sonhou no sonho da vida? Tomara que sim!!!! O sonho faz parte importante na minha vida. Por isso trato ele com muito carinho..

  2. Olá Anônima,
    Obrigado pelos comentários.

    O ponto focal do texto não está no "sonho" mas na "expectativa". A expectativa que todos os nossos sonhos se concretizarão.

    Podemos sonhar. Aliás, devemos sonhar, sempre, mas temos que saber que nem todos os nossos sonhos se concretizarão. Se tivermos expectativas realistas, sonharemos em paz!

    Veja aqui como que eu gosto de sonhar:
    http://reverendomaia.blogspot.com/2009/04/sonhos.html

    E também veja aqui:
    http://reverendomaia.blogspot.com/2009/09/aconselhamento-pastoral.html

    E TAMBÉM AQUI:
    http://reverendomaia.blogspot.com/2009/03/perdas-e-danos.html

    Um abraço e continue sonhando muito (mas, de antemão, sabendo que alguns deles não mudarão de status.

    Luciano Maia

  3. Acho que de tanto nos seres humanos buscarmos a felicidade esquecemos que ela é feita dos pequenos momentos que vivemos, sejam eles bons ou ruins, afinal de contas os ruins servem para nos mostrar aquilo que estamos fazendo de errado e nos dá oportunidade de fazer diferente. Mas acho que devemos sim ir atrás dos nossos sonhos, mas não se devem criar expectativas em cima deles, afinal, expectativas só geram decepções.
    Temos que ter os pés no chão e saber nossos limites e se acharmos que somos capazes de ultrapassar esses limites, mesmo sabendo os riscos e que mesmo ultrapassando não temos a certeza de sucesso. Mas nunca esquecendo que quem decide se somos felizes ou não, não é a quantidade de coisas que temos, e sim a quantidade de sorrisos que damos e recebemos, mas sorrisos verdadeiros, aceitar certas coisas que nos deixam triste em um determinado momento, porque às vezes aquilo tem de acontecer pra que coisas melhores apareçam.

  4. Esse blog é um devocional, sempre me surpreendo com os textos, mas mantenho a expectativa realista hehehe !

  5. Olá Luciano!
    Sempre passo aqui no seu blog, e nunca comentei, mas hoje em especial tive vontade, li esse texto e me identifiquei muito, adoro o jeito como escreve, é leve e tão doce, mas também objetivo e direto! Que Deus conserve sempre esse Dom.
    Abraço

  6. Bom , muito edificante esse artigo , apesar de eu ser um Jovem mas , houve um tempo , & creio que até hoje tenho expectativa , mas através desse texto compreendir que o Senhor ele é tremendo e sabe oque se passa no coração de cada um de nós e, bem que ele sabe o quanto precisei dessa palavra. muuuito , mas muuuito feliz estou , e com expectativa sim de viver , como a mensagem do céu me designou .
    me emocionei com o video , (risos) muito edificante,Deus te abençõe grandimente .!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website