TALENTO OU DOM ESPIRITUAL? (um estudo bíblico)

Show de Talentos

                                                                                                          1 Coríntios 12:1-11

1.  Talento Natural

Talento: do latim: talentum, do grego antigo: τάλαντον, talanton, significando “escala”, “balança”. Nome de moeda; Rico; Grande e brilhante inteligência; Disposição natural ou qualidade superior; Grande capacidade; Pessoa possuidora de inteligência rara.

CAPACIDADE concedida por Deus a todos os homens indistintamente, com o objetivo de capacitá-los ao serviço à humanidade e à própria realização, na esfera natural.

O Talento Natural pode e precisa ser desenvolvido ao longo da vida.

Pode ou não ser colocado à serviço de Deus. Pode ou não ser colocado à serviço da humanidade. Pode ou não ser colocado à serviço do próprio indivíduo. Pode ou não ser colocado à serviço do bem ou do mal.

2.  Talento Adquirido

CAPACIDADE conquistada e desenvolvida através da perseverança individual, motivada pelas circunstâncias ou pela apreciação do talento natural. O Talento Natural, na maioria das vezes, será superior ao Talento Adquirido. Sua serventia, porém, é igual ao do Talento Natural.

Obs.:   Um indivíduo pode realizar tarefas e/ou desenvolver um Ministério Cristão Evangélico bem sucedido usando apenas seus talentos naturais ou adquiridos (consagrados ou não ao Senhor), sem a intensidade do Dom Espiritual, na dimensão do Espírito Santo.

3.  Dom Espiritual

Dom: Dádiva, presente; Capacidade, habilidade especial que nos é dado por Deus para realizar determinada função; Poder, virtude. Dons (do grego charismatõn) – poderes espirituais dados pelo Espírito aos filhos de Deus.

(1 Pedro 4:10) – Cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.

CAPACIDADE PERFEITA concedida pelo Espírito Santo aos crentes indistintamente por ocasião do novo nascimento.

Os Dons Espirituais têm o objetivo de capacitar o crente para servir à Deus e à Igreja na esfera espiritual. O crente, por outro lado, experimenta o gozo do Espírito Santo.

A manifestação dos Dons Espirituais não significa, necessariamente, que aquela pessoa ou Igreja é “espiritual”. Para ser espiritual, o crente e a Igreja precisam buscar a maturidade espiritual e o aperfeiçoamento do manejo dos Dons Espirituais.

Todas as Igrejas Cristãs Evangélicas têm todos os dons espirituais de que necessitam (segundo a “multiforme graça de Deus”, já manifestados ou ainda latentes), distribuídos entre os crentes pelo Espírito Santo, de acordo com seu propósito, que é o de capacitá-las a reproduzir o ministério de Cristo. Os Dons Espirituais são imprescindíveis para a saúde espiritual da Igreja, sem o que ela funciona numa perspectiva puramente humana.

Um indivíduo pode pedir ao Espírito Santo que lhe conceda determinado Dom Espiritual, no qual gostaria de ser usado. O Espírito Santo pode lhe conceder ou não.

A manifestação dos Dons Espirituais não depende dos talentos, porém, ambos podem se manifestar em harmonia num determinado momento.

 Resumindo:

O talento é algo natural, o homem já nasce com ele, seja cristão ou não. O dom é dado por Deus, é uma capacidade, habilidade sobrenatural que é dada exclusivamente ao crente para edificação do corpo de Cristo.

Para que servem os dons?

Para a edificação da igreja. Cada cristão tem pelo menos um dom, concedido contínua e gratuitamente para uso da edificação do corpo. A diversidade no corpo não surge por acaso, é planejada por Deus e essencial. por isso não deve existir inveja, van glória, timidez, preguiça ou ambição.

Quais os dons existentes?

Há diversos dons para diversos serviços. Toda Trindade está envolvida no exercício dos dons concedidos. Veja alguns exemplos:

  •  Palavra  (v8) – do grego – logos: é a capacidade de comunicar.
  • Sabedoria. Análise penetrante daquilo já revelado.
  • Conhecimento.  (Efésios 4:11) – E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores,
  •  Fé (v9) – em grau superior. Vinda do Espírito. (Mateus 17:19) – Então os discípulos, aproximando-se de Jesus em particular, disseram: Por que não pudemos nós expulsá-lo? (Mateus 17:20) – E Jesus lhes disse: Por causa de vossa pouca fé; porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível.
  • Cura (v9) – dons de curar (no plural): são para diversos tipos de doenças. Apontam para a futura redenção do corpo.
  • Profecia (v10) – transmissão imediata de instruções ou conforto inspirada por Deus. (1 Coríntios 14:3) – Mas o que profetiza fala aos homens, para edificação, exortação e consolação.
  • Discernimento (v10)
        • (1 Coríntios 2:15) – Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido.
        • OBS: as manifestações sobrenaturais podem vir de Deus, de Demônios ou da própria pessoa.
        • (1 João 4:1) – AMADOS, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.
        • (1 João 4:2) – Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus;
        • (1 João 4:3) – E todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já está no mundo.
  • Línguas (v10) – desconhecidas ás vezes misturadas com línguas conhecidas. Geralmente precisam do dom de interpretação.

Existem muitos outros Dons, você já sabe qual é o seu? Deus quer te usar, usar tua vida pra edificação de outros. Ore e busque, você já nasceu com talento, agora descubra o dom que Deus te deu!

  1.  Unção Ministerial

É a DISTINÇÃO ESPECIAL concedida por Deus que marca, separa e capacita alguns crentes para ministérios específicos no Reino de Deus e na Igreja Local, sendo que para isso o Espírito Santo relaciona-se com eles num grau e numa dimensão muito maior.

Estes ministérios específicos estão relacionados em Efésios 4.11, a saber: Apóstolo, Profeta, Evangelista, Pastor e Doutor (Mestre). A medida da unção é diretamente proporcional ao sucesso ministerial, isto é, na capacidade de realizar a obra de Deus.

 5. O Papel da Igreja, pastores e líderes.

5.1 – em relação aos talentos:
1.  Fazer um levantamento dos talentos que há na Igreja local.
2.  Levar os crentes a decidir consagrar seus talentos ao Senhor.
3.  Designar tarefas aos crentes de acordo com seus talentos.
4.  Proporcionar atmosfera adequada para que os talentos sejam usados em ordem e harmonia na Igreja local.
5.  Ensiná-los sobre as diferenças entre Talentos, Dons Espirituais e Unção Ministerial.

5.2 – em relação aos Dons Espirituais:

1. Fazer um levantamento dos Dons Espirituais que há na Igreja Local.
2.  Designar tarefas aos crentes de acordo com seus Dons Espirituais.
3.  Proporcionar atmosfera adequada para que os Dons Espirituais se manifestem em ordem e harmonia na Igreja local.
4.  Ensiná-los sobre as diferenças entre Talentos, Dons Espirituais e Unção Ministerial.

5.3 – em relação à Unção Ministerial:
1. Fazer um levantamento dos crentes que têm um chamado especial ao ministério.
2. Conduzi-los ao seu ministério (treinamento e ordenação).

Café com Deus – Agosto / 2014

Um comentário em “TALENTO OU DOM ESPIRITUAL? (um estudo bíblico)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website