UMA PÁSCOA DE VERDADE!

empty_tomb

Por Simone Carvalho

Após a ressurreição do nosso Cristo, a saudação usada pelos primeiros que acreditavam Nele era:
“Jesus Vive!”
E a outra pessoa respondia convicta:
“Sim, Ele vive!”

Não era apenas uma maneira de se cumprimentarem, era uma declaração da realidade sobrenatural em que passaram a crer, era sua declaração de fé!

Pois é assim, que as portas de mais uma celebração da Páscoa que nós saudamos vocês: Jesus vive!
Estamos orando para que com a ajuda do Espirito Santo, possamos refletir a respeito da sublimidade desta realidade, que por vezes, na jornada desta vida, deixamos escapar, de fato há fascínio demais nesta verdade para uma vida humana.

A Páscoa deveria ser o dia mais incrível do ano nós, um dia que serviria de marco para o resto dos dias do ano, seria como um óleo derramado na lâmpada para que houvesse luz sempre, mesmo em dias que teimassem em ser escuros depois. Fascínio!

Imagine que você tem um grande e muito amado amigo, ele foi convocado e foi lutar na guerra, a princípio ele enviava cartas, mas de súbito parou de se corresponder, você passou a se preocupar, mas sempre esperando o melhor, a boa notícia de que estava bem, mas sem poder fazer contato, o tempo passa e você ora e espera…

Em uma corrida e habitual sexta-feira, você está no seu carro em trânsito, está apressado para o último compromisso do dia, de repente recebe uma ligação da mãe deste seu querido amigo, ela quer lhe contar que seu amigo fora abatido em combate, só restou para família uma bandeira e uma medalha. Uma honra e uma dor. Você sente a dor, para o carro com o pisca alerta ligado à beira do caminho, as mãos começam a transpirar, tem há um tremor em seus músculos, uma corrente de gelo passeia por seus corpos e mentes, você se lembra do sorriso doce, das palavras sempre retas, amorosas e convictas, ele fora para defender você e os seus também, poderia ser você lá, ou seu filho precioso, mas foi ele. O luto invade os cômodos da casa que é sua alma, seus ossos doem, as lágrimas se libertam.
Mas os meses passam, a vida segue seu rumo como um rio corre em seu leito e você se adapta aquela mutilação que sofreu em seu convívio. A realidade do poder da morte se impôs mais uma vez, não há o que fazer, ele foi…

Um ano depois, em uma madrugada fria de domingo o telefone chama, a princípio você rejeita a ligação, colocando os travesseiros sobre a cabeça, mas o toque persiste alto no silêncio da madrugada, por fim você se levanta assustado e atende, do outro lado a mesma voz amiga, é a mãe de seu querido amigo que se foi, tem muitos gritos do outro lado da linha, ela está chorando, mas sorrindo, tem uma euforia em sua voz trêmula e ela diz à você:
“Alô, alô… você está ai? Você não imagina, não pode acreditar, um milagre, um milagre aconteceu… meu filho vive! Sim, ele vive, estava ferido, foi encontrado e cuidado por uma família que fugia da guerra e estava escondida em uma caverna próxima a trincheira onde ele fora ferido! Ele vive, foi resgatado e daqui alguns minutos estará aqui, entre nós! Amigo, você poderia nos servir o almoço deste domingo tão milagroso? Não consigo me por de pé! Você pode? Estaremos aí ao meio dia”. A mãe desliga sem se despedir. Não deu tempo de sequer fazer uma pergunta, ou esboçar reações…

Como você reage? Como você se sente? Você se alonga, sorri ou chora? No que pensa? Quais suas expectativas sobre seu amigo? O que você deseja agora? O que fará com a dor do luto? Que poderá nascer em seu coração no lugar da habitual tristeza da ausência? Como você irá recebê-lo em sua casa? Está preparado para o encontro? Você volta a dormir? Poderia? Avisará outros amigos? Vai ser uma reunião intima ou uma festa?

Que milagre, que alegria, que fascínio! O que estava morto renasceu! Ele vive e vem cear conosco!
Ah, Jesus sempre nos arranca suspiros por sua santidade, beleza, amizade, amor e entrega, mas hoje quero me abraçar com esta palavra que descreve a realidade da ressurreição nesta Páscoa para mim, Jesus veio me fascinar!

Vejamos se faz sentido. Fascinar é:
1. Dominar, submeter com o olhar;
2. Atrair de maneira irresistível; encantar;
3. Causar deslumbramento.

Minha oração é que nesta Páscoa a ressurreição e a vida de Jesus fascine você e sua família e que você nunca se esqueça, que a Verdade é uma Pessoa que nós iremos em breve abraçar!

FELIZ ELE VIVE PARA VOCÊS!

Com meu melhor abraço,

Simone Carvalho é missionária da ATINI (uma instituição que promove a conscientização e a sensibilização da sociedade sobre a questão do infanticídio de crianças indígenas).

Share

Um comentário em “UMA PÁSCOA DE VERDADE!

  1. Haa queridona Simone!!
    A verdade é uma pessoa que em breve iremos abraçar!
    Ele vive!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website