VOCÊ POSSUI ALGUM AMIGO DE VERDADE ?

Algumas semanas atrás deparei-me com um dos mais deliciosos e-mails que já recebi.Num casamento, no qual fui o celebrante, já na hora da recepção, Simone e eu compartilhamos a mesa com um casal desconhecido. Batemos um papo agradável, houve grande afinidade, trocamos e-mail com promessas de nos vermos novamente em breve. Mandei a eles, por e-mail, um dos meus textos, como agradecimento pela ótima companhia e recebi de volta uma mensagem muita carinhosa, na qual uma frase me chamou muita atenção: “Vocês serão os nossos mais novos amigos de infância”. Se antes já havia me simpatizado com o casal, depois, com esta frase, me entreguei sem reservas…

Ontem fizemos uma visita a eles. Nos receberam com um delicioso jantar e foram anfitriões impecáveis, mas, o melhor de tudo foi que, eu e Simone, nos sentimos amados. Esta é uma necessidade essencial do ser-humano: Precisamos pertencer.

Muito mais que “possuir”, “pertencer” é uma necessidade que completa nossa psique. Precisamos pertencer a um grupo social, um grupo profissional, um grupo familiar… Queremos pertencer a um país e a uma pessoa. Desejamos pertencer a Deus, mesmo que não suspeitemos disto. Não suportamos a sensação de ser uma ilha, isolada no vazio existencial.

Sem entender esta necessidade de pertencer, muitos tentam aplacar o vazio existencial da forma errada: buscando “possuir”. Pensam que serão felizes se possuírem um carro, uma casa linda, filhos, se possuírem o mais cobiçado dos empregos, o endereço da moda, se possuírem um namorado, uma amante gostosa e se possuírem amigos. Sim, alguns pensam em possuir pessoas.

Há inclusive alguns religiosos que até querem possuir um Deus. Deus exclusivo, que satisfaça todos caprichos e desejos. Um Deus a quem possam “ordenar” isto ou aquilo, transformando-se em deuses do próprio Deus. Um Deus a quem possam manipular por meio do “bom comportamento”, crendo por isso serem merecedores de algo mais. Um paradoxo herético, posto a Deus ninguém controlar, mas a Ele estarmos submissos.

Na amizade é assim: NÃO POSSUÍMOS AMIGOS, mas por eles somos possuídos. Aquele que pensa que controla as pessoas e circunstâncias é uma alma duplamente penada, já que quere possuir para preencher um traumático vazio existencial, ao mesmo tempo em que, nas voltas que a vida dá, as supostas amizades-possessões, podem simplesmente desaparecer por decisões próprias ou circunstanciais. Quem pensa possuir alguém é quem menos tem, já que de fato, a ninguém verdadeiramente possui, de ninguém deseja ser propriedade e ninguém a deseja possuir.

Assim, amizade é um exercício de entrega e não de posse.

A amizade é quando damos, sem esperar em troca.
Amizade é doação sem exigências ou expectativas, caso contrário não é amizade, mas negócio. Negócio existencial no qual busca-se vantagens por meio da posse do que o outro é, possui ou pode oferecer como lucro ou vantagem. Assim, amo, de fato, a mim mesmo e não ao outro.

As mais profundas amizades surgem na infância, quando não há interesses outros, se não apenas o de estar junto. Na vida adulta, nem sempre é assim, posto que, por vezes, “selecionamos” quem queremos estar junto, buscando satisfazer uma necessidade, fantasia ou desejo egoísta. Queremos pessoas que nos acrescentem algo, mas nem sempre estamos dispostos a nos doar. Numa busca desenfreada por preencher um vazio existencial, nos perdemos nas relações, deixando passar oportunidades de relacionamentos profícuos, por estarmos em busca de fantasias fugazes.

Amizade verdadeira é doação e aceitação do outro, com suas limitações e mazelas, desejando contribuir apenas, sem esperar qualquer retorno. Um ato de amor. Relações baseados em interesses são frágeis e se partem facilmente, basta que as expectativas não sejam atendidas.

A pergunta que quero deixar é a seguinte: Você se considera amigo de Deus? Pare e pense nisso.

Quando saímos da casa de nossos “mais novos amigos de infância”, já eram quase três horas da matina e nem vimos o tempo passar. Eu até ficaria mais… com os meus mais novos proprietários.

Amor sempre!

______________________________________________

Já que estamos falando de amizade, veja neste bem-humorado filme da Pepsi do que os amigos são capazes de fazer para ajudar outro a arrumar uma vaga de emprego… Hahahahaha!

 

Share

6 comentários em “VOCÊ POSSUI ALGUM AMIGO DE VERDADE ?

  1. É Luciano, realmente a amizade é um exercício de entrega e não de posse.
    Aprendi isso, nos meus últimos meses em que tive uma fratura na patela esquerda…fiquei 60 dias sem pisar no chão.
    Nesse momento, de profunda solitude, realmente pude ver quem realmente eram os amigos… os que realmente estavam dispostos a qualquer tipo de entrega (no momento em que eu não podia entregar nada – só receber), seja uma ligação telefonica, um e-mail, uma visita….se eu te disser que não exederam a duas….vc acredita?! É isso aí. Ces't la vie.
    Ainda estou me recuperando, graças a Deus, começando a caminhar novamente…devagar…, estou inclusive recuperando a minha estrutura interior. Desta experiência pude perceber que só Deus é fiel e não nos abandona nunca.
    Abraços, Wol Nunes.

  2. Legal amigo Luciano!
    Também pesnos assim, já tive muitos amigos.
    São poucos os verdadeiros amigos.
    Hoje o mundo carece de pessoas amigas. "hoje tá difícil encontrar alguem que queira pagar preço só pra ti ver bem, pois para te acusar existe sampre uma multidão. Mas Deus conhece os corações, Ele sempre estará contigo.
    Abração,
    Miguel Anilton

  3. Oi Lu,

    Muito lindo esse ponto de vista. Merece até virar um pps…rs
    Brincadeiras à parte,penso que muitas pessoas, as que pensam que tem muitos amigos, algum momento depara com a verdade e se decepciona, pois amizade (de verdade da qual falamos aqui)é um exercício pra lá de puxado!!! e aí quando a gente percebe, malhou pouco e o vazio fica… Bem, agradeço a Deus os amigos que tenho e peço a Deus que Ele me presenteie com mais, muito embora ache que amigos verdadeiros são poucos mesmo!

    Re

  4. Muito bom meu amigo Luciano.

    De um abraço na Simone.

    abraços e felicidades para voce.

  5. Amigo, é isso mesmo!! Quem só pensa em possuir, nada tem e quem se doa sem nada em troca, tudo tem. Hoje em uma conversa com minha mulher falamos exatamente sobre isso. Lembrei do que a bíblia diz em I Joao, 4:20 "Se alguém disser: Amo a Deus e odiar a seu irmão é mentiroso, pois aquele que não ama a seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus a quem não vê…"
    Obrigado pela amizade e atenção que sempre teve comigo.
    Do amigo Tupi

  6. A amizade é mais que uma oportunidade, é uma doce responsabilidade.

    Querido pastor

    Com alguns amigos temos relacionamento rápido, mas intenso, como se a vida de nada valesse se não estivéssemos com ele(s)naquele momento, mas, derrepente…o amigo se muda, ou casa e nunca mais você ouve falar dele; outros amigos, de presença mais suave em nossas vidas nos acompanham por longos anos, sempre ali, meio que platônicos em sua amizade, mas, basta que algo aconteça e lá está ele, para o que der e vier. Ambos são necessários em nossa jornada nesta vida, mas qual seria realmente o mais importante? Costumo comparar os dois tipos de amizade com o amor e a paixão, um eterno, outro efêmero, mas tão necessários em nossa existência.
    Alves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website